Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

ÓSCARES 2011: Em preparação


Como eu pareço andar sempre atrasado, faltaram-me divulgar mais dois vídeos disponibilizados pela ABC e pela Academia para promoção da cerimónia de hoje. O primeiro é a dura batalha de Hathaway com o teleponto...


E o segundo envolve uma disputa taco-a-taco entre Hathaway e Franco para ver quem se preparou e treinou melhor para apresentar a cerimónia:



Entretanto, o Deadline conseguiu também arruinar parcialmente algumas expectativas que eu tinha, revelando quase todo o plano do espectáculo de mais logo, incluindo quem apresenta o quê e que transições cénicas vão surgir. Se não querem ser surpreendidos e pretendem descobrir já algumas coisas, podem consultar aqui o roteiro do espectáculo praticamente integral ou então aqui a mesma hiperligação, mas traduzida para português pelos caros colegas do Pipoca Moderna. Resultado disto tudo: a Academia baniu a Deadline da cobertura dos Óscares, proibindo a passagem dos seus jornalistas e retirando os seus passes de imprensa.

 
A única informação que eu vos queria dar a vocês, fiéis seguidores da corrida como eu (imagino), é que os primeiros prémios apresentados de início (por Tom Hanks) serão Melhor Direcção Artística e Melhor Fotografia, que darão logo para ver a força de "The King's Speech", que é considerado o favorito a vencer o primeiro e uma forte possibilidade no segundo, que deve (esperemos) ir para Pfister ou Deakins. Se Cohen conseguir esse também, pois bem meus caros, contem com uma dezena de estatuetas para a coqueluche britânica. 

A outra informação que entretanto foi veiculada e validada por membros anónimos da direcção da Academia (o Board of Governors) diz respeito ao formato de apresentação das quatro categorias de actores: afinal a cerimónia a que se referiam não é a de 1970, mas uma dos anos 70, especificamente a de 1979 - na qual os nomeados eram apresentados através de uma espécie de flashback da sua carreira, com antigos trabalhos a surgirem no ecrã e assim prestando homenagem a toda a carreira do actor, mostrando que muitas vezes as nomeações são fruto disso mesmo - da carreira e não do papel (fonte: In Contention).


Agora deixo-vos a palavra: que tal estas mudanças e estas informações? E quais as vossas expectativas para logo? Quero saber tudo.




ÓSCARES 2011: Anunciados os resultados?


Já anda por aí há alguns dias, mas decidi que não podia passar sem colocar isto no meu blogue, depois de o ter sugerido noutros blogues por aí e depois de o ter colocado no meu Facebook. Demasiado engraçado para não partilhar convosco, incisivamente divertido e de uma qualidade em termos de sátira e crítica notável. (só mais uma nota de destaque: se gostarem, aconselho também a espreitarem o vídeo deles do "Avatartanic", que também vale a pena para umas gargalhadas).




E com isto considerem inaugurado o dia de Óscares cá no blogue!

Maratona Meryl Streep: "You so rarely get treated like crap!"

Continuando com os vídeos do AFI Life Achievement Award de 2003, atribuído a Meryl Streep...

Vim pegar, para o nosso penúltimo artigo sobre este prémio, nos três melhores discursos da noite. Todos engraçados à sua maneira, todos diferentes, todos com um único objectivo: honrar as amizades que todas elas têm com Meryl Streep e elogiar o quão boa a atriz é, pelo meio entretendo toda a sala. Preparem-se para rir (vá, pelo menos sorrir).




(Carrie Fisher)



(Nora Ephron)



(Tracey Ullman)

E, já agora, uma nota: COMO É POSSÍVEL TRACEY ULLMAN NÃO SER UMA ESTRELA MAIOR?


Maratona Meryl Streep: César Awards

Este artigo faz parte da nossa semana temporada especial dedicada a Meryl Streep, intitulada apropriadamente Maratona Meryl Streep by Dial P For Popcorn. Vamos analisar os títulos mais importantes da sua filmografia e vamos tentar perceber como foi a sua carreira, como foi cada uma das suas nomeações aos Óscares e como é, portanto, a pessoa, a actriz, a mulher que se chama Mary Louise Streep.




Pouquíssimas lendas do cinema recebem este prémio, o Prémio Honorário (César d'Honneur) nos Césars (prémios de cinema da Academia Francesa). Meryl Streep recebeu-o em 2003. E ainda foi suficientemente fabulosa para discursar em fluente francês.





Quem é grande, é grande sempre. Meryl Streep é fantástica.

Maratona Meryl Streep: De Niro, Nicholson e Eastwood

Este artigo faz parte da nossa semana especial dedicada a Meryl Streep, intitulada apropriadamente Maratona Meryl Streep by Dial P For Popcorn. Vamos analisar os títulos mais importantes da sua filmografia e vamos tentar perceber como foi a sua carreira, como foi cada uma das suas nomeações aos Óscares e como é, portanto, a pessoa, a actriz, a mulher que se chama Mary Louise Streep.






(Robert DeNiro)



(Jack Nicholson)



(Clint Eastwood)


Se estes três senhores e gigantes do cinema o pensam, é porque é verdade.

Maratona Meryl Streep: E em jeito de introdução...

Este artigo faz parte da nossa semana especial dedicada a Meryl Streep, intitulada apropriadamente Maratona Meryl Streep by Dial P For Popcorn. Vamos analisar os títulos mais importantes da sua filmografia e vamos tentar perceber como foi a sua carreira, como foi cada uma das suas nomeações aos Óscares e como é, portanto, a pessoa, a actriz, a mulher que se chama Mary Louise Streep.


Ao longo da semana vou colocar alguns vídeos de interesse sobre ou com Meryl Streep.

Começo por este, que é o discurso introdutório de Jim Carrey na cerimónia de entrega do prémio AFI Life Achievement Award a Meryl Streep, em 2004. Mais vídeos dessa cerimónia serão colocados ao longo da próxima semana.


Quando Jim Carrey está em forma, é impossível não nos rirmos às gargalhadas. E parece que a Meryl gostou. Muito. "She was open and willing to learn". Fantástico.

Os anos 70 da filmografia de Meryl Streep serão discutidos ainda hoje, com dois títulos proeminentes dessa década dela a serem revistos em extenso.


Verdadeiro e em tempo oportuno!

O sítio "In Contention" chamou-me à atenção deste vídeo (via YouTube) que está imensamente apropriado para o momento actual. Vá, dedico este vídeo a todos que ainda fazem o esforço de elogiar M. Night Shyamalan por "The Happening", "The Lady in the Water" e "The Last Airbender":


Nunca houve realizador tão convencido do seu talento e nunca mais vai haver. Pena que não saiba fazer introspecção, porque senão já tinha percebido que desde "The Village" que os seus filmes são uma verdadeira tristeza. Case in point (também via YouTube):


Douchebag. Quando um realizador deixa de se auto-analisar e criticar, é melhor mesmo que abandone a profissão. Porque devia estar sempre pronto a melhorar e a aceitar os erros.