Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

THE GIRL WITH THE DRAGON TATTOO (2011)




Antes de começar, quero deixar aqui bem claro que o filme de David Fincher não é nenhum re-make do filme de Niels Arden Oplev, sobre o qual vos falei aqui no ano passado. É sim, uma nova adaptação, independente, do grande sucesso literário Millenium 1 de Stieg Larsson e quem vê os dois filmes percebe que há claras diferenças entre ambos.


A começar pela banda-sonora de Trent Reznor. Provavelmente, a melhor deste ano. O clima com que carrega todo o filme, com que suporta toda a tensão que se vai criando e auto-alimentando, é soberba e tem, como ponto alto, a sequência inicial que deixei há dias aqui no blogue. Muitos dizem ser o melhor momento do filme. Eu não acho. The Girl with the Dragon Tattoo vale pelo seu todo. É uma história construída com consistência. É trabalhada com minúcia e elegância. E David Fincher, fruto da sua enorme experiência, fez um trabalho estupendo onde era proibido falhar: Lisbeth Salander (Rooney Mara) é, também neste filme, a pedra basilar. É a grande revelação que certamente dará que falar nos próximos anos.


A história, um thriller marcado pela imprevisibilidade e pelo mistério de um conjunto de assassinatos misteriosos há mais de quarenta anos, levam Mikael Blomkvist (Daniel Craig), um prestigiado jornalista sueco, a deslocar-se até à ilha onde a família Vanger se instalou, há mais de um século. Aos poucos, começa a descobrir a dimensão de um trabalho que começa com a descoberta de um simples desaparecimento. Com a ajuda da hacker Lisbeth Salander, Mikael acaba por se envolver numa história para a qual não estava preparado e que nunca esperou poder descobrir.


Se o leitor não viu a versão Sueca do filme, ver a versão de Fincher é uma óptima opção. Não fica atrás da qualidade do filme de Oplev, e percebe facilmente (depois de ver as duas versões), porque é que Fincher é um realizador com nome, prestígio e reconhecimento firmados. O seu dedo e a sua arte notam-se vivamente na sua versão. E das duas, esta é claramente a minha favorita.


Nota Final:
A-


Trailer:




Informação Adiconal:
Realização:
David Fincher

Argumento: Steven Zaillian e Stieg Larsson
Duração: 158 minutos
Ano: 2011

[ANTEVISÃO] THE GIRL WITH THE DRAGON TATTOO

Estreia já para a semana um dos filmes mais aguardados do ano. A expectativa cresce à volta da nova obra de David Fincher à medida que o dia da estreia se aproxima, e o Dial P for Popcorn decidiu deixar aqui um pequeno aperitivo para os fans que estiverem mais distraídos: A sequência com que se inicia o novo filme de Fincher, onde se pode ver o dedo de Trent Reznor naquela que já é considerada uma das grandes bandas-sonoras deste ano.

A estreia do filme em Portugal está marcada para o dia 19 de Janeiro.


DAFA 2010: Melhor Peça Musical




Bem-vindos à primeira edição dos Dial A For Awards, a cerimónia de prémios de cinema do nosso blogue, Dial P For Popcorn. Iremos revelar, categoria a categoria, os nossos seis nomeados e três vencedores entre aqueles que foram, para nós, os melhores filmes de 2010.


Hoje vamos a mais duas (bem, quatro!) categorias dos prémios, a ver se terminamos antes de Abril terminar. A primeira dessas categorias serve de encerramento da minha avaliação à música no cinema em 2010. Como não consegui limitar-me a seis nomeados, nesta categoria (excepcionalmente) vamos ter dez nomeados. Aqui vos apresento os meus nomeados para Melhor Peça Musical em Banda-Sonora:



"Dream is Collapsing"
INCEPTION

O mundo desaba. O sonho acaba. Revolução total.



"Flow Like Water"
THE LAST AIRBENDER - #3

Um potente tónico à mais fantástica cena de acção do filme.



"Forbidden Friendship"
HOW TO TRAIN YOUR DRAGON - #2

Enternecedora e fantasiosa, aventureira e enérgica.



"Intriguing Possibilites"
THE SOCIAL NETWORK

Tão rápida e deliciosamente recheada de pequenos pormenores quanto o diálogo que acompanha.



"Illusionist Theme"
L'ILLUSIONISTE

De fazer chorar.



"Monsters Theme"
MONSTERS

A melhor apresentação de sempre de monstros num filme de ficção científica.



"Obliviate"
HARRY POTTER AND THE DEATHLY HALLOWS, PART 1

Queriam música mais perfeita a servir de introdução a esta última parte? Não havia.



"Perfection"
BLACK SWAN - #1

Imersão total na escuridão sombria da partitura de Tchaikovsky alterada por Mansell. Sublime.



"Ride to Death"
TRUE GRIT

Tudo aquilo que se poderia esperar de um hino protestante adaptado a rito funerário por Carter Burwell.



"The Ghost Writer"
THE GHOST WRITER

O Fantasma espia no silêncio da noite. A música sugere desde logo que algo vai correr inesperadamente mal.




Trent Reznor lança 5 faixas da BSO de "The Social Network" online e grátis



Mais uma notícia algo antiga, mas que me parece interessante: não sei se souberam mas Trent Reznor, o vocalista e compositor da famosa banda "Nine Inch Nails", assinou a banda sonora original do filme do momento, "The Social Network" (realizado por David Fincher, escrito por Aaron Sorkin e protagonizado por Jesse Eisenberg, Andrew Garfield, Rooney Mara e Justin Timberlake) e fazendo jus à sua fama de lançar imenso material gratuito on-line para os seus fãs, desta vez ele também colocou à nossa disposição cinco faixas da banda sonora do filme.


As faixas disponíveis são: "8. Pieces Form the Whole", "10. Eventually We Find Our Way", "12. On We March", "18. The Gentle Hum of Anxiety" e "19. Soft Trees Break the Fall". São todas músicas nas quais se pode sentir o toque de Trent Reznor e já houve gente a tecer comparações com as músicas do álbum dos NIN, "The Ghost". Eu gostei muito do que ouvi mas parece-me que será um dos aspectos do filme que merecia ser premiado e provavelmente vai ser ignorado.

Podem efectuar o download das músicas em: http://www.nullco.com/TSN/ (deixo-as abaixo via YouTube, só para o caso).

O primeiro vídeo é o da minha favorita das cinco, mas deixo-vos ficar as outras quatro:




Lista de músicas completa que compõem a BSO :
01 - Hand Covers Bruise
02 - In Motion
03 - A Familiar Taste
04 - It Catches Up With You
05 - Intriguing Possibilities
06 - Painted Sun In Abstract
07 - 3:14 Every Night
08 - Pieces Form the Whole
09 - Carbon Prevails
10 - Eventually We Find Our Way
11 - Penetration
12 - In The Hall of the Mountain King
13 - On We March
14 - Magnetic
15 - Almost Home
16 - Hand Covers Bruise, Reprise
17 - Complication with Optimistic Outcome
18 - The Gentle Hum of Anxiety
19 - Soft Trees Break the Fall


Um filme para o qual tenho portanto gigantes expectativas (e ouvir estas cinco músicas descansou-me imenso, pois toda a gente que me conhece sabe da enorme importância que dou às bandas sonoras e à sua preponderância em tornar um filme grande ou horroroso), "The Social Network" estreia nas salas de cinema portuguesas a 4 de Novembro.