Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

Quando a Academia acerta (III)


Uma rubrica destinada a provar que apesar de algumas decisões questionáveis da Academia, o Óscar é, por mérito próprio, o prémio mais cobiçado pelo mundo do cinema. E quando a Academia acerta... Merece palmas também.


Adrien Brody | Vencedor, Melhor Actor 2002 - THE PIANIST

Ainda bem que a Academia não foi na cantiga dos outros prémios e optou por dar o Óscar à interpretação de uma carreira de Adrien Brody. O próprio Nicholson fez campanha contra si próprio ("About Schmidt") e foi pedindo em entrevistas que toda a gente votasse em Brody. A corrida estava ao rubro em início de 2003, com Nicholson e Day-Lewis na frente como claros favoritos (Nicholson levou o Globo de Ouro, Day-Lewis o SAG). Brody surgiu na reta final, com grande campanha do estúdio e de vários colegas - inclusive todos os companheiros de categoria - que fizeram questão de fazer campanha para Brody receber o Óscar. E Brody acabou por vencer, numa das maiores surpresas da cerimónia (a outra foi o Óscar de Melhor Realizador para Roman Polanski, esse que ninguém previu).