Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

O Cinema Numa Cena

Bem-vindos a mais uma rubrica semanal aqui no Dial P for Popcorn - "O Cinema Numa Cena" tenta mostrar as nuances de uma interpretação fora-de-série numa cena pivotal do seu filme.

Aproveitando a embalagem do post anterior e porque quero evidenciar esta cena, sem a misturar na crónica sobre o filme e assim acabar por perder a importância que considero que tem, aproveitei esta rubrica para vos deixar aqui este vídeo de uma das cenas mais poderosas do filme 25th Hour (2002).


Nela temos um retrato da sociedade Nova Iorquina, onde a ironia e o sarcasmo são tão intensos que não poderia haver melhor forma de vos demonstrar aquilo de que vos falei na crónica anterior sobre Monty Brogan. Revoltado com a sociedade que o rodeia, Monty ferve em pouca água e um simples "Fuck You" no espelho de um WC faz com que este atire em todas as direcções, numa forma de culpar todos os que o rodeiam pela sua actual situação. Um aperitivo que espero vos convença a verem o filme!



25TH HOUR (2002)


Depois da sugestão deixada aqui pelo José Neves, decidi ver este filme que (até aqui) apenas conhecia de nome. E fiquei rendido! Tanto ao filme, como ao papelão de Edward Norton! Ele nasceu para fazer papéis como este!

25th Hour decorre num período de pós 11 de Setembro, em que a memória sobre os atentados ainda está muito fresca e a América tenta ainda recompor-se do abanão que havia sofrido. Monty Brogan (Edward Norton) é um traficante de droga com algum sucesso, que devido aos rendimentos do seu "trabalho" leva uma vida folgada ao lado da sua namorada Naturelle Riviera (Rosario Dawson) e do seu cão Boyle. É um homem de 30 anos, feliz e bem sucedido.


Até ao dia em que a polícia entra em sua casa e descobre o local onde este guardava a droga, e o acusa de ser traficante. Tal descoberta vale-lhe 7 anos de prisão. 25th Hour retrata então o ultimo dia de liberdade de Monty Brogan, onde este tentará aproveitar os seus ultimos momentos com a sua namorada e com os seus companheiros de longa data, Frank (Barry Pepper) e Jacob (Philip Seymour Hoffman), numa jornada onde esta personagem, cujo o carácter e personalidade são de uma dureza impressionantes, nos deixa muitas mensagens reveladoras da sua maneira de pensar e encarar a realidade que o rodeia. Monty é um homem desiludido e revoltado. É um homem com uma bomba nas mãos que irá explodir no amanhecer do dia seguinte. Terá que viver 7 anos em apenas 24 horas.


Um filme que me encheu as medidas e onde Spike Lee voltou a não me desiludir. Embora fosse dificil fazer um mau filme com um argumento tão bom (A-) e com actores com tal qualidade, Spike Lee manteve a consistência e sai com uma nota bastante positiva.

Nota Final: B+

Trailer:



Informação Adicional:
Realização: Spike Lee
Argumento: David Bienoff
Ano: 2002
Duração: 135 minutos

INSIDE MAN (2006)


"My name is Dalton Russell. Pay strict attention to what I say because I choose my words carefully and I never repeat myself. I've told you my name: that's the Who. The Where could most readily be described as a prison cell. But there's a vast difference between being stuck in a tiny cell and being in prison. The What is easy: recently I planned and set in motion events to execute the perfect bank robbery. That's also the When. As for the Why: beyond the obvious financial motivation, it's exceedingly simple... because I can. Which leaves us only with the How; and therein, as the Bard would tell us, lies the rub."


É com este monólogo de Dalton Russel (Clive Owen) que começa um dos meus filmes favoritos da última década. Encontra-se sem dúvida no meu top 25 dos meus filmes favoritos.
Spike Lee criou em Inside Man um dos melhores policiais feitos ultimamente, conseguindo levar Clive Owen ao seu melhor nível.
Sempre gostei de filmes em que se montassem (ou desmontassem) estratégias. E em Inside Man presenciamos um assalto muito bem pensado e organizado a um banco de alta segurança.


Dalton Russel é o líder de um gang que decide assaltar o banco. Tudo corre como planeado até que a polícia chega, comandada pelo detective Keith Frazier (Denzel Washington) que de imeditado inicia as negociações com Dalton. Dalton elaborou um plano sem falhas, um plano que, à partida, parecia perfeito. Será Keith capaz de o desfazer?

Uma estratégia digna dos melhores assaltantes de sempre, um filme para polícias e ladrões analisarem e aprenderem. Russell Gewirtz faz um belo argumento que Spike Lee transformou num grande, grande filme! Sem dúvida, obrigatório!


Nota Final: B+

Trailer:

Informações Adicionais:
Realização: Spike Lee
Argumento: Russell Gewirtz
Duração: 129 minutos
Ano: 2006