Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

Falemos de... Lindsay Lohan



Mil problemas pessoais depois, por onde anda o rumo daquela menina ruiva bonita que encantou os espectadores desde tenra idade e que, a meio caminho de se tornar uma das maiores estrelas em potência de Hollywood, decidiu deitar tudo a perder em troca de drogas, de álcool, de más amizades e de fracas escolhas na sua carreira?

Pois é, falemos de Lindsay Lohan. Vinte e seis anos. Uma pessoa vai-se esquecendo do quão nova Lohan ainda é, tal a gigantesca confusão que é a sua vida pessoal e profissional. Muitos já dizem ser a próxima a juntar-se ao "clube dos 27", que ceifou a sua mais recente vítima o ano passado (Amy Winehouse). Tendo em conta o panorama geral, parece-me adequado fazer essas previsões.


As mais recentes notícias de Lindsay Lohan são sobre tudo um pouco, menos sobre a sua carreira: ela é suspeita de roubo de diamantes (link), deve milhares de dólares a muita gente, inclusive ao Chateau Mormont que alberga a sua generosa quantidade de penduras (link), o seu publicista pediu a demissão (link), o pai quer interná-la numa clínica de reabilitação (link), ela falta ao tribunal (link) onde é julgada por repetidamente conduzir embriagada (link e link), mentir à polícia (link) e bater em vários carros (exemplo: link e link) e é condenada a prisão (link e até nisso ela arranjou confusão - aqui), ela discute com a mãe em plenas ruas de Los Angeles (link) e mete-se em brigas sempre que sai à noite (aqui ou aqui), falta ao trabalho inúmeras vezes (uma vez e outra...), entre outros exemplos.  O pai e a mãe também não são nada flor que se cheire (ver aqui ou aqui exemplos clássicos de gente que não devia estar habilitada a ter filhos, quanto mais celebridades como filhos). Resumindo: um desastre, a vida desta rapariga na última meia década. Os últimos dois, três anos em particular têm deixado mossa.


O que é feito, pergunto eu de novo, daquela actriz competente e até carismática que com doze anos protagonizou "The Parent Trap", que me impressionou na virada do milénio em "Freaky Friday" e "Mean Girls", que prometia muito com "Prairie Home Companion", "Georgia Rule" e "Bobby" e que até provou que o seu nome podia ser sucesso de bilheteira com "Herbie"? Será que essa actriz ainda existe? Será que a ambição dela se mantém intacta? E será que a actriz ainda quer ser actriz, ou já pura e simplesmente desistiu de tentar e agora o melhor que ela chegará a fazer é protagonizar alguns telefilmes na Lifetime? Ou será que um dia vamos testemunhar um renascimento de Lohan, à la Mickey Rourke ou Robert Downey Jr?

Que vos parece?
Eu voto que a actriz devia tentar algumas participações especiais em séries, como ela fez já em 2008 em "Ugly Betty" e voltar a cair nas graças dos espectadores (tal e qual Downey Jr. em "Ally McBeal"), porque um "The Wrestler" não surge todos os dias - nem ninguém tem vontade de se chegar à frente para trabalhar com ela, nem por uma hora que seja. Apesar de tudo, acho que ela não tem remédio. São muitos problemas para uma pessoa só lidar.

Grandes Divas do Ecrã




Regina George (Rachel McAdams), Mean Girls (2004)



Só alguns exemplos da genialidade da caracterização construída pela argumentista Tina Fey e pela actriz Rachel McAdams, que tornaram esta Regina George numa das personagens mais lendárias desta década:

"She thinks she's gonna have a party and not invite me? Who does she think she is? [...] I, like, *invented* her, you know what I mean?"

"Boo, you whore!"

"Get in loser, we're going shopping."

"Yeah, so don't try to act so innocent! You can take that fake apology, and shove it right up your hairy c..."

"[confused] What is happening to the world?!"

"That is the ugliest f-ing skirt I've ever seen."

"I know she's kind of socially retarded and weird, but she's my friend... so, just promise me you won't make fun of her!"
 
"I gave him everything... I was half a virgin when I met him!"