Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

Parece que foi ontem, mas já passaram dez anos



Gostava de dizer que não, que sou um crítico sério mas tem um enorme blind spot para esta comédia romântica de Richard Curtis, que depois "produziu" aquela terrível espécie de sequela à Hollywood chamada "Valentine's Day" de Garry Marshall (e pior, a sequela disso, "New Year's Eve") que nem consegue limpar os pés do original - que conta com um fantástico elenco (Hugh Grant no auge, Emma Thompson, Bill Nighy e Liam Neeson de volta, Laura Linney, Colin Firth e Alan Rickman sólidos e Keira Knightley, Andrew Lincoln e Chiwetel Ejiofor em ascensão e entre eles a portuguesa Lúcia Moniz e o brasileiro Rodrigo Santoro) e com o selo britânico a credibilizar o que de outro modo é uma narrativa bastante errática, desorganizada e mal desenvolvida. 

Claro que as repetidas sessões televisivas, todos os santos natais, dificultam uma apreciação positiva à película, mas o seu charme, mesmo dez anos depois, permanece intacto. De Colin Firth a arranhar português a Laura Linney a abandonar Rodrigo Santoro na sua cama para socorrer o irmão, de Andrew Lincoln a dizer à Keira Knightley que ela é perfeita a Emma Thompson a esconder a descoberta da traição do marido, com o miúdo a correr pelo meio do aeroporto, "Love  Actually" tem um polvilhado de momentos encantadores que compensam a falta de coesão do resto do filme. É impossível que não haja uma cena do filme que não vos comova. Ou ainda há por aí quem estoicamente não se impressione?

Que memórias guardam do filme?

Festejo comedido




As férias fizeram com que a data passasse ao lado, mas vá, mais vale com uma semana de atraso do que nada de todo. Aqui o estaminé perfez três anos de existência no passado dia 24 de Julho e eu nem uma mensagem reles lhe dediquei. Que vergonha. 

Depois de ter aparecido com a força toda no primeiro ano (à velocidade do Aníbal Santiago, com vários artigos por dia), o fulgor foi-se esvaindo com os anos de curso a complicar as coisas. O ano que vem adivinha-se mais complicado, ainda para mais sem a companhia do João (acho que já está na altura de eu o obrigar a terminar com a reforma, não vos parece?) e - talvez - com a disponibilidade do Gustavo, igualmente companheiro de curso, também a reduzir-se (para não falar da minha). Será um belo desafio.

Eu gosto de desafios. Manter a qualidade do blogue comprometendo (o possível) na quantidade. Tem sido assim já há mais de um ano. Gosto de saber que ainda temos quem nos lê, quem nos preste atenção e quem aprecie a nossa companhia, mesmo quando passamos muito tempo sem escrever. Nos últimos três anos vi a blogosfera crescer a olhos vistos, a oferta vai-se multiplicando e hoje em dia já quase tudo faz apostas aos Óscares, já quase tudo fala de televisão e cinema, os blogues de grande magnitude têm passado a sítios (o Ante-Cinema e o Portal Cinema já estão, o Antestreia é o próximo - estamos à espera Nuno! - e daqui a mais toca ao compincha Tiago Ramos a honra, já estou a ver), vi bloggers enormes quase sumirem por completo (o amigo Roberto Simões do belíssimo Cineroad é um óbvio exemplo) e vi bloggers timidamente a assumir o estatuto que a sua cultura cinéfila merece (Jorge Teixeira, Girl on Film, estou a falar convosco - entre muitos outros exemplos) - e conheci finalmente gente que gosta tanto da Meryl como eu (hello Catarina!).

Resumindo: a blogosfera cinéfila é um meio de cultura, por assim dizer, muito nutritivo e volátil. Torna-se difícil ser sempre novidade - e para mim dá-me um enorme agrado ver que ainda há muito amigo - na blogosfera e não só - que se dedica a visitar, que deixa um comentário, que elogia o que se faz.

E é isso que nos faz andar e querer sempre melhorar. (E, diga-se, é o que me faz não ir ainda pedinchar para a porta do ZB do TVDependente um cargozito qualquer, nem que seja massajador de pés do Manuel Reis durante os podcasts do TVD!) 

Para aqueles que nos seguem, o nosso enorme obrigado! 
Feliz aniversário, DPFP. Venham muitos mais.

Parabéns e novidades


Bem-vindos de volta (isto é, espero que ainda por aí estejam!) ao Dial P For Popcorn, que anda a tentar recompôr-se depois de um ano complicado que exigiu (ainda exige) a nossa ausência aqui do estaminé. Vamos tentar recuperar aos poucos; a ver no que isto dá. Espero que gostem das novas cores do blogue - depois do vermelho e do verde, vem o azul.

1. Antes de mais, tenho a fazer aqui um pequeno apontamento congratulatório para comigo e com o João: há uma semana (mais precisamente no dia 24), celebrámos o nosso segundo aniversário. Ainda mais saboroso se torna lembrar-nos desse facto sabendo o rebuliço que ia na nossa vida nesse preciso dia, com ambos a realizarmos o último exame do ano.  Portanto, parabéns a nós e parabéns a quem nos lê - não chegámos a dois anos de vida sozinhos. A vossa companhia tem sido importante.



De um ao outro passaram dois anos

2. Em segundo lugar, informo que as rubricas antigas cá do burgo (desde "O Cinema Numa Cena" a "Personagens do Cinema") estão encerradas por tempo indefinido. Considerem-nos a "NBC da blogosfera" - é tempo de inovar, é tempo de criar novas rubricas e novas atracções para um espaço que - apesar de apreciado e querido pela maioria dos visitantes - não escapou a um certo envelhecimento e à criação de hábitos de rotina. Eis que voltamos com muitas ideias - e, para já, com quatro novas rubricas. Ao longo do dia elas vão sendo apresentadas, saltitando entre o cinema e a televisão. Até ao final do ano poderão vir mais, consoante o feedback. E quanto aos colegas da blogosfera, provavelmente em breve receberão alguns convites para algumas iniciativas que temos pensado desenvolver.

3. Falando em televisão - por nós passaram (sem discussão) a cerimónia dos Óscares, as primeiras previsões para os prémios da Academia deste novo ano e as previsões para os nomeados aos Emmys. Esperemos que o ciclo termine aqui. Quero (e tenho de!) falar sobre os Emmys, um dos meus prémios favoritos (só pela duração fastidiosa da cerimónia me merece apreço). E previsões aos Óscares de 2013 hão-de cá aparecer muito em breve. Esperem e verão.


4. Ainda não me esqueci da retrospectiva Meryl Streep, abandonada no final dos anos 80. Espero fazê-la regressar ainda este mês - o 'bichinho' de escrever sobre a maior actriz dos nossos tempos voltou com a sua terceira vitória (já pensava que não estava destinado a acontecer!)


5. Finalmente: ainda há interessados em que eu revele (com oito meses de atraso, eu sei!) os meus nomeados e vencedores para os Dial A For Awards de 2011? Ainda haverá certamente lugar na estante de Ashgar Farhadi para mais um troféu para "A Separation", não? Foi contudo com curiosidade que vi que tenho algumas mudanças interessantes que pretendo realizar nas minhas listas, depois de há dias ter voltado a olhar para elas... (olhem para mim a tentar criar buzz e aguçar o apetite...)

Bem, alguma sugestão que queiram fazer, já que estamos dispostos a tudo para agradar o 'cliente'?

Especial Aniversário: Um mês de aniversariantes!

O nosso mês de celebração do nosso aniversário continua com uma iniciativa especial: 30 dias, 30 filmes, 30 aniversários. Além dos artigos diários que vamos tendo por cá, como habitualmente (se bem que a nossa produção vá baixar, como natural, por ser período de férias), vamos dedicar a nossa atenção a um filme que celebre o seu aniversário em 2011 por dia. Alternando entre eu e o João, seleccionamos cada um quinze filmes para discutir e celebrar. Esperemos que gostem. O primeiro vem dentro de momentos.

Especial Aniversário: Semana de Apreciação à Animação


Como aperitivo para um mês especial de comemoração do aniversário do blogue, no qual nos vamos dedicar a analisar apenas filmes que celebrem uma nova década de aniversário este ano, pedimos a amigos e colaboradores em outros blogues de cinema e televisão que se juntassem a nós e que participassem numa semana especial. Como sabem, o Dial P For Popcorn sempre teve a animação como um dos géneros favoritos e somos dos maiores defensores dela enquanto género cinematográfico de excelência dentro da sétima arte. 


Assim, decidimos dedicar esta primeira semana de celebração à animação. Eis-nos, portanto, prestes a iniciar uma Semana de Apreciação à Animação. Nesta semana, pedimos aos nossos sete honrosos colaboradores que falassem um pouco da magia de sete títulos facilmente reconhecíveis - e cada um deles com bastantes admiradores - que celebram o seu aniversário este ano (três de 2001, um de 1991, um de 1961, um de 1951 e um de 1941). Pelo meio, teremos artigos dedicados a diversos filmes de animação que para mim são dos maiores representantes do género, dos três grandes estúdios (Pixar, Dreamworks, Disney) e não só, além das críticas aos três mais recentes filmes de animação nas salas de cinema ("Rio", "Kung Fu Panda 2" e "Cars 2"), entre outras coisas. 


Espera-se uma semana muito divertida e também muito emotiva. Espero que nos acompanhem e que gostem. Aproveito desde já para agradecer aos sete magníficos que prontamente se ofereceram para colaborar connosco. Que eles - e eu! - consigamos mostrar a todos a magia que a animação nos traz aos nossos corações.

DIALING P FOR POPCORN - for a year now


Como o Samuel já mencionou no seu artigo especial de 'Personagens do Cinema', o Dial P For Popcorn festeja hoje o seu primeiro aniversário. E, tendo eu sido o primeiro a abrir as hostes cá do blogue, é obviamente natural que seja eu que venha cá agradecer a vocês todos pela experiência, pelas alegrias, pelos êxitos e pela companhia que nos fizeram - e vêm fazendo - em tempo de dificuldades e de parcas novidades. 

Confesso que nunca pensámos que este nosso pequeno projecto, concretizado algo ao acaso a partir de um desafio que eu e o Samuel vínhamos fazendo há algum tempo, de que um dia iríamos juntar-nos num projecto que falasse de cinema e de televisão, que fosse diferente das habituais ofertas da blogosfera nacional e internacional, que quisesse pautar-se por uma mudança no formato mais formal que a maioria dos sítios oferece, que fosse acima de tudo um local onde nós - e todos os que nos visitássemos - pudéssemos exultar a nossa paixão pelas duas artes e onde pudéssemos discutir, de forma franca, informal e casual sobre todos os assuntos, se tornasse no pequeno monstro que vem a ser hoje. 

Também inesperada foi aquela premiação dos TCN Blog Awards e mesmo as nomeações entre os melhores nos Cinebloggers Awards. É uma honra sermos tidos em conta entre os melhores, entre aqueles que já cá andam há muitos anos, entre aqueles que hoje considero grandes amigos, pessoas que há muito tempo me ensinam muito. Foi, pois claro, uma surpresa e algo que, olhando para trás, nos orgulha e embevece muito. Não é todos os dias que alguém nos diz que estamos a fazer um trabalho bem feito, ainda para mais quando estávamos ainda no nosso princípio. Foi um incentivo por parte do Miguel Reis e de todos aqueles que votaram em nós que encarecidamente agradecemos, do fundo do coração. 

Assim, o nosso único objectivo para mais um ano passa por manter a motivação com que começámos tudo isto, a de continuar a progredir, impor o nosso espaço na blogosfera, vincar a nossa singularidade e tentar estender raízes na colaboração com outros blogues. E nada mais pretendo, já que sempre me ensinaram a não estragar uma coisa tão boa ao querer ser ganancioso e pedir demais. Felizmente, há ainda muito espaço para melhoria e para mudança.

Com isto tudo, posso já prometer que iniciamos hoje um mês especial de comemoração, a iniciar já amanhã com uma semana de apreciação de um dos temas mais abordados aqui pelo blogue - mais pormenores, contudo, só amanhã.

E por último há que deixar uma palavra aos nossos incansáveis leitores, seguidores e comentadores: obrigado pelo apoio e pela dedicação, obrigado por acreditarem em nós e no nosso projecto. Espero que não vos tenhamos desapontado e espero que o próximo nos traga mais e melhores frutos, para que possam vir cada vez mais seguidores. Seria sinal de que as coisas estão a correr bem de novo.

Minto - por último tenho uma pessoa em especial a agradecer: sem o João, eu nunca teria alinhado nisto. Foi ele que me impulsionou a voltar a correr à blogosfera, que me inspirou a voltar a escrever sobre cinema e foi ele que incansavelmente me encorajou a abraçar um projecto o qual nem ele, suponho, esperava ter atingido tal proporção. Obrigado João, não queria estar a fazer isto com mais ninguém. E agora sim...

Let's hope we keep on dialing for popcorn - for many years to come! Que isto sem vocês era impossível.


Jorge Rodrigues
João Neves
- Dial P For Popcorn