Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

Previsões Óscares 2013 (II): Actualizações


Como sempre cá pelo estaminé, deixei as previsões a meio e entretanto já passaram os festivais de Veneza, Toronto e Telluride e ainda houve tempo para começar o de Nova Iorque, que basicamente deram um rodopio em várias categorias da corrida aos Óscares, pelo que era essencial que eu me obrigasse a sentar à secretária e destilar uns raciocínios inspirados sobre o que me parecem ser agora as principais figuras de cada categoria. Comece-se então por actualizar as quatro categorias que já tinha cá abordado, as quatro categorias de representação.


MELHOR ACTRIZ



Em Agosto profetizava-se a força que Cate Blanchett teria nesta corrida. Depois de visto o filme, posso dizer que muito dificilmente o Óscar lhe será roubado. Era preciso uma Amy Adams do outro mundo em "American Hustle". É que nem Meryl Streep (críticas boas, mas não os hossanas que seriam precisos para ganhar um quarto troféu), nem Judi Dench (só se os Weinstein arranjarem uma narrativa que apele ao lado sentimental dos votantes por uma das maiores actrizes da actualidade não ter um Óscar de melhor actriz) parecem candidatas à altura e Sandra Bullock precisa que "Gravity" seja um sucesso geral, com várias nomeações. A categoria perdeu Nicole Kidman, Marion Cotillard e Jessica Chastain para 2014, Naomi Watts foi pisoteada pelos críticos no Reino Unido (e acontecerá o mesmo nos Estados Unidos), Kate Winslet vai provavelmente sofrer pelas más críticas a "Labor  Day" (aconteceu o mesmo a Theron e "Young Adult"), Berenice Bejo perdeu o lançamento que Cannes deu a "Le Passé" (muito menos apreciado em Toronto) e diz tudo da categoria quando para preenchermos os lugares de candidatos precisamos de recorrer a jovens como Brie Larson, Shailene Woodley e Adele Exarchopoulos. A corrida atingirá provavelmente o pico de interesse quando Adams e especialmente Emma Thompson estrearem, na época natalícia. Será que alguma delas tem o que é preciso para destronar Blanchett? Provavelmente não. 

Previsão:
Amy Adams, "American Hustle"
Cate Blanchett, "Blue Jasmine"
Judi Dench, "Philomena"
Meryl Streep, "August: Osage County"
Emma Thompson, "Saving Mr. Banks"


MELHOR ACTOR



Curiosamente, a melhor das quatro corridas. Nada por resolver, muitos candidatos sérios ao lugar do topo. Que fazer, que fazer... Em Agosto a minha opinião era esta. Não mudei muito. Mantenho que Robert Redford é provavelmente o favorito, Bruce Dern terá na nomeação um bom prémio de carreira e Tom Hanks volta ao Dolby pela sua melhor interpretação (dizem) da última década (já vão treze anos desde "Castaway") - se não tivesse já dois, acredito que vencesse facilmente (algo que, como Day Lewis provou o ano passado, não é impossível). Chiwetel Ejiofor recebeu críticas magníficas pela sua interpretação em "12 Years a Slave" e portanto já quase nem há questão - tendo em conta que o filme está na posição principal para o Óscar de melhor filme - que será nomeado. A questão reside agora em três pontos fundamentais: (1) "Wolf of Wall Street" estreará em 2013? Os últimos rumores dizem que não, o que significa que até ver DiCaprio salta da lista. (2) Que tipo de papel é o de Christian Bale em "American Hustle"? Será suficiente para ganhar a nomeação? Os protagonistas de O. Russell costumam ser os mais 'quietos', por assim dizer. E (3) entre Oscar Isaac e Matthew McConaughey, quem vai ser o contemplado para ocupar a última vaga (isto se a corrida se revelar tão simples)? De fora fica Michael B. Jordan, à espera que "Fruitvale Station" seja melhor sucedido com a Academia do que tem sido com o público e a crítica. Parece-me mesmo que Melhor Actor vai ser a categoria mais difícil de decifrar, andando em fluxo entre os diversos prémios precursores.

Previsão:
Robert  Redford, "All is Lost"
Tom Hanks, "Captain Philips"
Chiwetel Ejiofor, "12 Years A Slave"
Bruce Dern, "Nebraska"
Matthew McConaughey, "Dallas Buyers Club"


MELHOR ACTRIZ SECUNDÁRIA



A categoria com menos entusiasmo e, diria mesmo, com maior falta de concorrentes em condições. Temos Oprah e temos Lupita N'yongo e depois vem o resto. Sarah Paulson só não tem sido mais falada porque custa a crer que "12 Years a Slave" consiga dupla nomeação mas do jeito que a categoria está só se aparecer agora algum filme no Outono que desafie as expectativas. Do contingente "August: Osage County" há-de sair alguém (do filme elogiadas mesmo só as interpretações, algo que não é incomum às produções John Wells), mas quem? Margo Martindale ou Julia Roberts numa interpretação secundária "falsificada"? Ou Scarlett Johansson por "Don Jon"? Os festivais, tirando N'yongo, não ajudaram a categoria em nada, dando apenas sugestões - além de Paulson, também June Squibb tem os seus apoiantes, bem como Carey Mulligan (precisa que o filme dê o clique com os votantes), Viola Davis (precisa de bilheteira para "Prisoners") e Octavia Spencer (o buzz de "Fruitvale" foi-se mesmo abaixo). De Linney a Harris, tudo o resto passou ao lado. Falta ainda vermos das meninas de "The Counselor", em especial Cameron Diaz (embora se possa contar sempre com a Penelope Cruz para roubar um filme), de Blanchett em "The Monuments Men", Moore em "Carrie" (o que parecia ridículo começa a desenhar-se como uma possibilidade viável agora) e Jennifer Lawrence em "American Hustle". E com tudo isto, será que alguém ainda se lembra do quão fantástica está a  Sally Hawkins em "Blue Jasmine"?

Previsão:
Jennifer Lawrence, "American Hustle"
Lupita N'yongo, "12 Years a Slave"
Sarah Paulson, "12 Years a Slave"
Octavia Spencer, "Fruitvale Station"
Oprah Winfrey, "The Butler"


MELHOR ACTOR SECUNDÁRIO



A mais preponderante adição à corrida é a de Daniel Brühl, com "Rush" a ser uma surpresa tanto para a crítica como o grande público, que na semana de estreia tem aderido em massa ao novo filme de Ron Howard (para meu desencanto, que não suporto o estilo do realizador). Continuam a parecer boas opções Bradley Cooper e Michael Fassbender (este até reforçada pelos elogios à interpretação e ao filme), enquanto que à semelhança do raciocínio feito acima para DiCaprio, até ter notícias salta fora McConaughey daqui (e agora até começo a questionar se Jonah Hill não será melhor hipótese, pelo mesmo filme) e também vai fora Ruffalo com a mudança de "Foxcatcher" para 2014. A estreia de "Captain Philips" esta semana traz a incógnita Barkhad Abdi, numa interpretação aparentemente memorável mas difícil de digerir (o que lhe retira o automático coro de "nomeação garantida!" com que seria brindado de outra forma). De resto, mantenho a opinião que a corrida ainda tem muito que desvendar, porque os concorrentes que temos agora disponíveis são pouco convincentes para serem nomeados (não que não o mereçam, é diferente). Vistos até agora temos os rapazes de "Blue Jasmine" (Cannavale, Baldwin e Dice Clay, mas a algum merecer menção, será Cannavale), Josh Brolin por "Labor Day", McConaughey por "Mud", Jared Leto com boas críticas por "Dallas Buyers Club" (mas precisará, assumo eu, que McConaughey também consiga a nomeação para sonhar ele próprio em ser nomeado), George Clooney ("Gravity"), Steve Coogan ("Philomena" - mais provável em argumento), Benedict Cumberbatch e Chris Cooper ("August: Osage County"), Will Forte ("Nebraska)", Cooper e Gosling por "Place Beyond the Pines", James Franco por "Spring Breakers", David Oyelowo ("The Butler") e John Goodman ("Inside Llewyn Davis"). Falta sabermos dos rapazes de "The Monuments Men" e "The Counselor", de "American Hustle", de "Saving  Mr. Banks"... Resumindo, sabemos muito pouco, para já.

Previsão:
Barkhad Abdi, "Captain Philips"
Daniel Brühl, "Rush"
Bradley Cooper, "American Hustle"
Michael Fassbender, "12 Years A Slave"
Jared Leto, "Dallas Buyers Club"

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.