Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

Discutindo os Emmy 2011: Melhor Série - Drama

A contar os dias para o anúncio dos nomeados para os Emmy 2011 - que ocorrerá esta quinta-feira 14 de Julho, venho oferecer a minha opinião sobre quais os candidatos mais fortes nas principais corridas e tentar a minha sorte no jogo preditivo, tal e qual como faço para os Óscares. Para encerrar as principais categorias de Drama, só falta mesmo Melhor Série.

MELHOR SÉRIE - DRAMA


PREVISÃO:
"Boardwalk Empire"
"Dexter"
"Friday Night Lights"
"The Good Wife"
"The Killing"
"Mad Men"

Em princípio, uma categoria bastante competitiva, como é apanágio, até mais competitiva do que o habitual, visto que pela primeira vez o tricampeão "Mad Men" tem competição à altura sob a forma de "Boardwalk Empire", que vem fresquinho de uma vitória nos Globos de Ouro e de um SAG para Melhor Elenco. A luta pela vitória final passará, sem dúvida, por um destes dois. Também "Dexter", um nomeado já padrão desta categoria, deverá voltar a ser nomeado, apesar da sua popularidade começar (finalmente) a decrescer. Pelo contrário, quem vem lançado e com a cotação a subir em flecha (a ponto de muitos críticos acreditarem ser possível conquistar o Emmy) é "The Good Wife", cuja segunda temporada conseguiu ainda maior buzz do que a primeira, que conquistou número recorde de nomeações para a CBS.

A dúvida, para todos, reside nos dois últimos lugares. E a dúvida existe fundamentalmente por duas razões: a primeira é porque não há uma série que reúna consenso de que deve e merece ser nomeada. Sim, há defensores acérrimos de "Game of Thrones" mas "True Blood" é capaz de ter primazia se a Academia for escolher uma série de fantasia, até porque foi nomeado o ano passado - claro que posso também estar redondamente enganado e "Game of Thrones" impressionar mais do que estou a pensar. A competir pela mesma vaga temos "Fringe", que é ficção científica de puro quilate, que já merece há muito ser premiada nalgum lado, que provavelmente vai ver outro ano passar-lhe ao lado sem que veja nomeações significativas e a série gore sobre zombies, "The Walking Dead", que será quem provavelmente ficará com o lugar, se a Academia decidir fugir às convenções mais um ano.


O mais provável, contudo, é que a AMC repita os dois nomeados como de costume não com esta série de Frank Darabont mas sim com "The Killing", que conquistou aclamação crítica pela sua primeira parte da temporada e que, mesmo que a segunda metade tenha sido menos inspirada, tem fortes hipóteses de conseguir uma nomeação aqui. É o tipo de série prestigiante que a Academia gosta de premiar.

Outras séries que vão certamente garantir votos são "Shameless" - que estreou a sua primeira temporada com grande sucesso na Showtime, que acredita muito na série mas que possivelmente vai ter que se contentar com a nomeação do seu actor principal -, "Justified" - que se ficará muito provavelmente pelo sétimo lugar na corrida, portanto aquele nomeado que quase chega lá mas que no fim não consegue e o polémico "Sons of Anarchy", que também me parece que se há-de contentar com a nomeação de Katey Sagal.

Outra série com algumas hipóteses, embora mais remotas, é "In Treatment", que foi cancelada e portanto pode dar vontade à Academia de premiar a série pela última vez, tal como "Big Love" e "Friday Night Lights". Esta última será, espero eu, a surpresa positiva das nomeações todas, fazendo um upgrade das duas nomeações para os seus protagonistas somando a estas uma nomeação muito merecida e até diria catártica para o final desta grande série. Quem parece ter saído de vez do radar é "House", o que se percebe perfeitamente, dado a contínua derrocada de qualidade da série.

De resto, é possível que tenhamos uma surpresa (afinal, são os Emmy!) na forma de "Burn Notice", "White Collar", "Covert Affairs", "Men of a Certain Age", "The Borgias", "Spartacus" ou "Camelot", mas não contaria muito com isso.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.