Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

10 for the Oscars, Oscars for 10 - Meeting #2 - Parte 2



O Dial P For Popcorn tem o orgulho de vos trazer esta nova iniciativa/cooperação interblogues, de seu nome "10 for the Oscars, Oscars for 10", uma série de meetings entre amigos e, por sinal, cinéfilos fidelíssimos, com o intuito de discutir tudo relacionado com Óscares, cerimónias, precursores, méritos e falhanços da temporada cinematográfica de 2010. Esperemos que além de informativo e interactivo isto nos sirva e vos sirva de alguma coisa.


Meeting #2: Fim-de-semana dos Globos de Ouro e BFCA Critics' Choice Awards


- Parte 2 -



Como a primeira parte não teve grande adesão, vamos tentar uma abordagem diferente a ver se conseguimos recolher mais opiniões dos nossos leitores e obter mais comentários acerca das nossas opiniões. Desta vez, servi de moderador e pus algumas questões aos meus colegas bloggers, tendo participado no debate de forma conservadora (daí que a minha opinião será emitida num artigo à parte destes, para dar lugar à palavra dos meus colegas). A segunda parte das respostas deles seguem abaixo: 




Melhor e Pior Surpresa das nomeações para Globos de Ouro:

GONÇALO TRINDADE: A melhor foi, sem dúvida, todas as nomeações dadas a Black Swan. A pior é toda a secção de comédia, e a nomeação para Depp por Alice.

PEDRO PONTE: a melhor: a forte presença de Black Swan; a pior: a categoria de "Melhor Musical/Comédia" inteira.


TIAGO RAMOS: a melhor: Ryan Gosling e Michelle Williams nomeados pelos seus desempenhos em BLUE VALENTINE; a pior: As três nomeações para THE TOURIST. O esquecimento de GHOST WRITER.

SAMUEL ANDRADE:
Melhor surpresa: a boa presença de BLACK SWAN nas nomeações. Pior surpresa: os filmes nomeados a Melhor Comédia ou Musical (THE TOURIST ou THE KIDS ARE ALL RIGHT podem ser categorizados como Comédia?).


Surpresa Desagradável que esperam ter no anúncio dos nomeados dos Óscares

GONÇALO TRINDADE: O esquecimento completo de SCOTT PILGRIM VS THE WORLD, que merecia no mínimo uma nomeação para montagem e efeitos visuais. T

PEDRO PONTE: A quase certa ausência de SCOTT PILGRIM VS THE WORLD, nomeadamente nas categorias técnicas (Edição, Fotografia, Direcção de Arte, etc.).

TIAGO RAMOS: Várias nomeações, mesmo que técnicas, para ALICE IN WONDERLAND.

SAMUEL ANDRADE: Se THE SOCIAL NETWORK arrecadar a maioria dos prémios para o qual está nomeado.



Dos quatro favoritos (Portman, Firth, Adams, Bale), trocavam algum?


GONÇALO TRINDADE: Não, creio que todos esses nomes merecem realmente o lugar de favoritos à corrida. Portman, em particular, merecia todos os Óscares do mundo.  

PEDRO PONTE:
Não me posso pronunciar em relação a Firth, apesar de o mais provável ser tão fantástico como dizem, mas neste momento não trocava nenhum. 


TIAGO RAMOS: Mantinha todos, embora na categoria de Actriz Secundária preferia talvez a Hailee Steinfeld ou a Melissa Leo. Como actor secundário, mantenho a dúvida entre Bale ou Rush, mas hei-de tirar as teimas.

SAMUEL ANDRADE:
Não me desagradaria a vitória de Annette Bening. Para Actriz Secundária, acredito mais no Óscar para Melissa Leo (THE FIGHTER).


Filme estrangeiro que acham que não vai ser nomeado e devia:


GONÇALO TRINDADE: "CELDA 211", talvez... E enfim, o nosso "JOSÉ E PILAR". 

PEDRO PONTE: "DOGTOOTH"


TIAGO RAMOS: "I AM LOVE" e "DOGTOOTH"

SAMUEL ANDRADE: Podem ser dois? UNCLE BOONMEE WHO CAN RECALL HIS PAST LIVES (Tailândia) e, obviamente, MORRER COMO UM HOMEM (Portugal).



Quem é que merecia a nomeação e não a vai ter provavelmente:

GONÇALO TRINDADE: Tilda Swinton. E tenho um palpite que Nolan não vai ser nomeado como realizador...

PEDRO PONTE: Mila Kunis. 

TIAGO RAMOS: Michelle Williams e Ryan Gosling como Melhor Actriz e Melhor Actor, respectivamente. THE GHOST WRITER em diversas categorias, como Melhor Filme, Melhor Argumento Adaptado e Melhor Actriz Secundária. O esquecimento de Olivia Williams não devia ser possível.

SAMUEL ANDRADE:
Julgo que THE GHOST WRITER merecia ser, pelo menos, nomeado a Melhor Filme. Trata-se, contudo, de uma obra que perdeu a “corrida”.


Franco ajudado ou prejudicado na votação por ser apresentador?


GONÇALO TRINDADE: É uma questão interessante, mas acho que não vai alterar nada. A Academia há-de ter maturidade suficiente para não se deixar afectar por isto... espero.


TIAGO RAMOS: Não vai ter qualquer influência. Contudo se me perguntarem se acho "ético" responderia que não.

PEDRO PONTE: Ajudado penso que nunca será. A sua interpretação é fabulosa e inteiramente merecedora, apesar de me parecer óbvio que o vencedor será Firth, um actor com uma carreira longa e que já merece um Óscar desde há uns bons anos. Independentemente de ganhar ou não, nunca será por ser o apresentador.

SAMUEL ANDRADE: Prejudicado. Contudo, e embora ainda não tenha visto a sua interpretação no 127 HOURS, o Óscar dificilmente fugirá a Colin Firth.



Banda Sonora: quem se vai juntar a Reznor, Zimmer e Desplat?



GONÇALO TRINDADE: Bem, devia ser Clint Mansell (BLACK SWAN), mas infelizmente... talvez Powell, por HOW TO TRAIN YOUR DRAGON, ou Daft Punk (TRON: LEGACY). 

PEDRO PONTE: A.R. Rahman (127 HOURS) e Carter Burwell (TRUE GRIT) [n.d.r.: é ineligível]. 


TIAGO RAMOS: Danny Elfman (ALICE IN WONDERLAND) e AR Rahman (127 HOURS).

SAMUEL ANDRADE: A.R. Rahman (127 HOURS) e Danny Elfman (ALICE IN WONDERLAND).


Qual a banda sonora favorita do ano?


GONÇALO TRINDADE: Daft Punk - TRON: LEGACY.

PEDRO PONTE: Irremediavelmente Zimmer, por INCEPTION.  

TIAGO RAMOS: THE GHOST WRITER, de Desplat.

SAMUEL ANDRADE: Sem hesitações, a de THE SOCIAL NETWORK!




E para vocês, quais são as bandas sonoras favoritas do ano?
E que pensam acerca das nomeações dos Globos? Esperam alguma surpresa logo à noite?
[ainda para vir: parte 3]

1 comentário

Comentar post