Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

The Hunger Links


Na senda de outros blogues e sítios, penso que vou começar a fazer uma recolha de notícias, artigos e especiais que ocorrem durante a semana e que, não tendo eu tempo para fazer um realce apropriado, vou cá juntar nesta rubrica semanal ocasional de links. 

Onze dicas de Billy Wilder, um dos maiores realizadores-argumentistas da história do cinema, para guionistas em aprendizagem. [Cinema Notebook]

O trailer do novo filme de Woody Allen, "To Rome with Love", soletra 'desastre' com todas as letras. Partes que aprovo: Judy Davis, Penelope Cruz, Alec Baldwin e Jesse Eisenberg como pai e filho. Partes que não aprovo: Roberto Benigni e sobretudo Ellen Page versão sexy (não sei onde Allen foi inventar isso). Enfim. Vou ver, mas o meu entusiasmo é reduzido.


Uma comparação muito interessante entre "The Hunger Games" e outro filme e não, não é  com "Battle Royale", é com "They Shoot Horses, Don't They?", um dos meus filmes favoritos de sempre, com uma Jane Fonda sensacional. [Acidemic]

Uma pergunta interessante posta ao pessoal pela Casa das Séries: que tipo de fã de séries somos nós? Relutantemente, eu admito que sou um fã incondicional, mas gostava de ser um fã racional. Enfim. [Casa das Séries]

Josh Hutcherson e Jennifer Lawrence são duas estrelas de cinema em crescimento, ouçam o que vos digo. 2020 vai ser dominado por eles.



Mais uma discussão muito frutífera via The Playlist: por que razão há falta de novos protagonistas masculinos de sucesso, os famosos "leading man", como Tom Cruise, Denzel Washington, Brad Pitt, George Clooney ou Johnny Depp? Precisam-se sugestões. [The Playlist]

"The Master", o novo filme de Paul Thomas Anderson, vai chegar aos cinemas em Outubro. Mal posso esperar. [The Playlist]

"Total Recall" vai ter um remake este ano, com o imensamente talentoso mas nem sempre respeitado Colin Farrell no papel que foi de Schwarzenegger. Não tenho visto grande entusiasmo pelos sítios de cinema onde circulo, mas o Keyzer Soze deixou-me algo intrigado. [Keyzer Soze's Place]

Já viram "The Intouchables", a comédia-drama francesa que estreou nos cinemas portugueses há um mês e tem feito sucesso pela Europa fora (a ponto de Omar Sy, o protagonista masculino, ter batido o vencedor do Óscar, Jean Dujardin, nos Césars - os 'Óscares franceses' - o ano passado?)


Entre os diversos comentários que Kate Winslet fez aquando da estreia a 3D de "Titanic" em Nova Iorque, o da música de Céline Dion lhe dar vómitos foi que mais ressoou na imprensa. Eu trago-vos outro, muito mais interessante a meu ver: Kate Winslet considera que a sua interpretação - nomeada para Óscar - foi absolutamente horrenda. Que poderia ser muito melhor. [Digital Spy]

Depois de vencer o Óscar com "El Secreto de Sus Ojos", Juan José Campanella dedica-se agora a "Foosball", um filme animado, que ganhou trailer esta semana. [The Playlist]

A Vulture oferece soluções para resolver a programação das estações generalistas norte-americanas, propondo inclusive soluções bastante polémicas como deitar abaixo o line-up de comédias de quinta-feira da NBC, um dos pontos pela qual a estação é conhecida desde o final dos anos 90. Gosto particularmente do que propõem à CBS para resolver o problema "The Good Wife". [Vulture]

Ryan Murphy e Brian Falchuk decidiram agora que a sua série "American Horror Story" ia mudar de cenários e personagens todas as temporadas. Não tardou para que a FX inventasse a mudança da série da categoria de Drama (onde competiu nos SAG e nos Globos de Ouro) para a categoria de Mini-Série. Podem dizer-me que a FX fez bem, dada a reestruturação da série. Eu só vejo nesta mudança uma coisa: querem caçar os prémios que "Downton Abbey" ganhou o ano passado. Ainda por cima porque este ano não há "Mildred Pierce", nem "Downton Abbey" (mudou para Drama), nem nenhum tubarão na categoria. [TV Line]

Foi anunciado também que Jimmy Kimmel, apresentador do "Late Show with Jimmy Kimmel" na ABC, que eu adoro (tem sketches brutais!), será o próximo apresentador dos Emmy Awards (que dão, obviamente, na ABC este ano) no dia 23 de Setembro. [TV Line]

O novo filme de Sarah Polley ("Away with Her"), "Take This Waltz", que conta com Michelle Williams e Seth Rogen nos principais papéis, ganhou um trailer recentemente. Cá está - e é tudo aquilo que poderíamos esperar de um filme de Polley com Williams a protagonista:


Também David Cronenberg decidiu presentear-nos com um teaser do seu próximo filme, "Cosmopolis", protagonizado por Robert Pattinson, que deverá competir em Cannes este Maio. Cá fica o teaser trailer:


Não consegui resistir a partilhar isto: Nicole Kidman fala de Ewan McGregor e da sua colaboração em "Moulin Rouge!", que é o filme do mês em discussão no sítio oficial da actriz [Nicole Kidman]

Das competições mais interessantes dos últimos tempos, esta da Vulture: "qual é o maior drama dos últimos 25 anos?" está a chegar ao fim e, claro está, tinham de ser estes dois os finalistas: "The Sopranos" vs "The Wire". [Vulture]

No The Film Experience, o Michael C. do Serious Film pede para pensarmos em quais são as citações cinematográficas dos últimos anos que se vão tornar citações clássicas, integradas na cultura popular das próximas gerações, tal como "Luke, I am your father" ou "I'll make them an offer they can't refure"? Uma sugestão com a qual concordo completamente é "Why so serious?". Também penso que "That's a bingo!" vai perdurar na memória. E também "Boo, you whore!". Quais seriam as vossas sugestões? [The Film Experience]

Kristin Wiig, Andy Samberg e Jason Sudeikis vão abandonar Saturday Night Live. FINALMENTE! Merecem bem melhor que aquele programa. [TV Line]

Para quem ainda está a começar a expandir a sua cinefilia, um bom local para começar é na lista de filmes que Martin Scorcese um dia recomendou a um estudante que lhe escreveu uma carta a perguntar quais os filmes que qualquer pessoa devia obrigatoriamente ver para ficar mais culto quanto ao que a sétima arte tem de melhor para oferecer. [Cinema's Challenge]

Alex Kurtzman e Roberto Orci ("Star Trek") escreveram (e Kurtzman realiza) o guião de "People Like Us", um dos guiões mais cobiçados da Black List dos últimos anos. O filme sai este ano, protagonizado por Elizabeth Banks, Michelle Pfeiffer e Chris Pine. Que vos parece o trailer? [The Film Experience]

A Vulture tenta explicar quais as razões para o fracasso de John Carter, que muito me custa, porque Andrew Stanton é dos meus realizadores favoritos em Hollywood e eu queria muito que ele tivesse sucesso na passagem da animação para live action. [Vulture]

Xavier Dolan ("Les Amours Imaginaires", "J'ai Tué Ma Mère") tem um novo filme, "Laurence Anyways", que ganhou um trailer recentemente. E cá está ele. Esperem sucesso semelhante aos seus dois antecessores, talvez também uma estreia em Cannes. [Ion Cinema]

Juntando-me à onda de insultos com que a blogosfera se insurgiu perante a nova 'proposta' de programa de cinema do canal Hollywood, acho inadmissível que jornalismo de tão pouca qualidade seja feito no nosso Portugal. É incrível como jornalistas ainda se sintam à vontade para dizer barbaridades como "Como não temos oportunidade para ver os filmes de que vamos falar, baseamos toda a nossa pesquisa nos trailers que já saíram e nas informações existentes na Internet". Enfim. Deixo-vos com comentários tecidos pelo Sound+Vision e pelo TVDependente, que expressam a raiva do pessoal bem melhor que eu. [Sound+Vision] e [TV Dependente]

 O pessoal tem que parar de tentar fazer Chloe Moretz acontecer. A última deste pessoal é o remake de "Carrie". A Chloe Moretz é totalmente errada para o papel. E além disso: para quê mexer na perfeição que é o filme de DePalma? Loucos. [Split Screen]

Adam Sandler limpa os Razzies: 10 vitórias em 10 nomeações. Lindo. [Split Screen]

2 comentários

Comentar post