Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

LES QUATRE CENTS COUPS (1959)



Antoine Doinel é uma criança problemática. De mentira fácil, tem na instabilidade do seu lar o ponto de partida para uma vida cheia de problemas que o leva a causar distúrbios na escola e na sociedade.


A despegada relação que tem com a sua mãe, que o trata como um criado obrigando-o a realizar grande parte da lida da casa sob a desculpa de ter muito trabalho e uma vida difícil, faz com que Antoine seja uma criança abandonada à sua sorte e uma presa fácil para o mundo do crime.


Expulso da escola, Antoine toma a decisão de não regressar a casa, não só pelo medo de enfrentar os pais mas também para evitar as consequências de mais uma asneira na escola: a prometida transferência para o colégio militar, onde os seus pais o ameaçam colocar a cada carta da escola.



Não é fácil explicar-vos aquela que é, certamente, uma das melhores obras de François Truffaut. Em Quatre Cents Coups, o realizador francês conta-nos a adorável história de um rapaz abandonado ao seu destino. Um destino que não escolheu, uma opção que foi forçado a tomar, fruto da irresponsabilidade e ausência dos seus pais. E no meio de toda esta história de (e para) gente graúda, Truffaut não esquece a essência do filme: Quatre Cents Coups é uma história sobre uma criança e é em deliciosos pormenores, como a cena final, em que as ideias e desejos mais puros e inocentes das mesmas vêm ao de cima, transportando este filme para um patamar superior. Um patamar onde só entram os grandes filmes.

Nota Final: A-


Trailer:


Informação Adicional:
Realização: François Truffaut
Argumento: François Truffaut
Ano: 1959
Duração: 99 minutos

1 comentário

Comentar post