Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DIAL P FOR POPCORN

DIAL P FOR POPCORN

Festejo comedido




As férias fizeram com que a data passasse ao lado, mas vá, mais vale com uma semana de atraso do que nada de todo. Aqui o estaminé perfez três anos de existência no passado dia 24 de Julho e eu nem uma mensagem reles lhe dediquei. Que vergonha. 

Depois de ter aparecido com a força toda no primeiro ano (à velocidade do Aníbal Santiago, com vários artigos por dia), o fulgor foi-se esvaindo com os anos de curso a complicar as coisas. O ano que vem adivinha-se mais complicado, ainda para mais sem a companhia do João (acho que já está na altura de eu o obrigar a terminar com a reforma, não vos parece?) e - talvez - com a disponibilidade do Gustavo, igualmente companheiro de curso, também a reduzir-se (para não falar da minha). Será um belo desafio.

Eu gosto de desafios. Manter a qualidade do blogue comprometendo (o possível) na quantidade. Tem sido assim já há mais de um ano. Gosto de saber que ainda temos quem nos lê, quem nos preste atenção e quem aprecie a nossa companhia, mesmo quando passamos muito tempo sem escrever. Nos últimos três anos vi a blogosfera crescer a olhos vistos, a oferta vai-se multiplicando e hoje em dia já quase tudo faz apostas aos Óscares, já quase tudo fala de televisão e cinema, os blogues de grande magnitude têm passado a sítios (o Ante-Cinema e o Portal Cinema já estão, o Antestreia é o próximo - estamos à espera Nuno! - e daqui a mais toca ao compincha Tiago Ramos a honra, já estou a ver), vi bloggers enormes quase sumirem por completo (o amigo Roberto Simões do belíssimo Cineroad é um óbvio exemplo) e vi bloggers timidamente a assumir o estatuto que a sua cultura cinéfila merece (Jorge Teixeira, Girl on Film, estou a falar convosco - entre muitos outros exemplos) - e conheci finalmente gente que gosta tanto da Meryl como eu (hello Catarina!).

Resumindo: a blogosfera cinéfila é um meio de cultura, por assim dizer, muito nutritivo e volátil. Torna-se difícil ser sempre novidade - e para mim dá-me um enorme agrado ver que ainda há muito amigo - na blogosfera e não só - que se dedica a visitar, que deixa um comentário, que elogia o que se faz.

E é isso que nos faz andar e querer sempre melhorar. (E, diga-se, é o que me faz não ir ainda pedinchar para a porta do ZB do TVDependente um cargozito qualquer, nem que seja massajador de pés do Manuel Reis durante os podcasts do TVD!) 

Para aqueles que nos seguem, o nosso enorme obrigado! 
Feliz aniversário, DPFP. Venham muitos mais.

6 comentários

Comentar post